quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Será que a opção de Retained Logic é a melhor opção de agendamento?

Tradução de artigo por Amit Parmar



O P6 tem três opções de cálculo do agendamento (Schedule) para escolher quando calculamos o agendamento. A opção de Retained Logic é a opção padrão. Quando estamos a construir um Plano Base (Baseline), a opção padrão funciona muito bem. Mas as coisas mudam quando se começa a atualizar o progresso no projeto, atividades começam a ficar atrasadas e a não serem executadas conforme planeado. Nessa altura tem de tomar uma decisão se continua a usar Retained Logic ou escolhe Progress Override ou  Actual Dates como as opções de calculo do agendamento. Muito se discute em fóruns da internet sobre qual a opção que é melhor para um projeto e Retained Logic venceu com uma maioria esmagadora. Mas eu tenho uma opinião diferente.

Será que o projeto seguiu sempre a lógica exata que planeou plano de base?

Se o projeto seguiu a lógica exata como planeado no plano base, então é um planeador incrível e não precisa mais continuar a ler este post no blog. Mas, na minha experiência, a maioria das atividades dos projetos não são executadas exatamente como planeado no plano base. Algumas começam mais cedo do que o planeado, algumas começam mais tarde do que o previsto e algumas podem ficar atrasadas durante a execução. Este é onde as opções de agendamento em Primavera desempenham um papel importante. Escolhendo diferentes opções de programação mudamos a forma como mecanismo de agendamento do P6 a executa os cálculos das passagens para a frente passar e para trás. Isso, então, muda a forma como as datas são calculadas para as atividades no projeto e tem impacto sobre sua data de conclusão.
As três opções de agendamento disponíveis no P6 são:

  • Retained Logic
  • Progress Override
  •  Actual Dates


Para ilustrar este post vamos assumir que temos 3 atividades: A, B e C. Estão ligadas por relações Finish to Start (FS). Vamos atualizá-las fora de sequência e calcular o agendamento com as três opções e vermos o impacto que tem no projeto.
1. Retained Logic – Assume que pretendemos reter a lógica das relações entre as atividades quando calculamos o projeto. Isto significa que a duração remanescente das atividades em progresso não são calculadas até todos os predecessores estarem concluídos.

Retained Logic – Retem a Lógica das relações durante o cálculo do projeto

Vamos ver o nosso exemplo e ver como trabalha. Atualizámos as nossas atividades fora da sequência nas seguintes datas:

Pode ver acima que a Atividade B foi atualizada fora de sequência, mas a Atividade A está ainda em andamento. Em seguida, escolha Retained Logic como a opção de agendamento e agendar o projeto. Devido à opção escolhida, o Primavera assume que estamos a manter a lógica das relações entre as atividades, embora as atividades estão a ser atualizados fora de sequência. Isto significa que o Primavera calcula o Início remanescente da Atividade C de acordo com a lógica Finish-to-Start com Atividade A (e não com a Atividade B). Isso faz que a Atividade C tenha um período de não-trabalho entre o período de 1-Feb-15-5-Feb-15. O período de não-trabalho pode ser visto no gráfico de Gantt abaixo:
Vamos rever os cálculos para este exemplo; a Data date (Data de Dados) para o projeto é 1-Feb-15. O mecanismo de agendamento calcula que, para a Atividade A terminar mais cedo o tempo restante é 06-Feb-15, devido a isso, o início antecipado para Atividade C é calculado com 6-Feb-15. O mecanismo de agendamento tem como orientação para manter a lógica para os relacionamentos e escolhe o início antecipado restante para Atividade C depois do tempo mais cedo remanescente terminar da atividade A porque Atividade B já está concluída.
O período de não-trabalho calculado devido a Retained Logic pode ser mal interpretado como, nenhum trabalho será realizado na Atividade C entre o período de 01 de fevereiro-15 e 05-Feb-15. Este período de não-trabalho também adiciona de 5 dias extra para a conclusão do projeto. Agora, os puristas podem argumentar que, nesses casos, devemos mudar a lógica da atividade porque a lógica mudou realmente. Mas se as obrigações contratuais não permitem que você faça alterações no projeto corrente sem a aprovação do cliente, então pode forçá-lo a manter os relacionamentos fixos e diminuir a duração restante da atividade para ajustar o período de não-trabalho.
2.  Progress Override - esta opção de agendamento assume que a lógica de rede pode ser ignorada no caso de atividades fora da sequência e a duração restante da atividade pode ser agendada de imediato. Isto significa que o motor de agendamento da Primavera irá ignorar a lógica de relação entre as atividades e programar as atividades sem quaisquer períodos de não-trabalho.

Progress Override - assume que a lógica de rede pode ser ignorada para atividades fora da sequência

Para o exemplo, isto significa que, a Atividade C não terá um período de não-trabalho e a duração restante da atividade será agendada a partir da data de dados do projeto, como visto na imagem abaixo.
Vamos rever os cálculos para este exemplo: a data dos dados para o projeto é de 1-Feb-15. O mecanismo de agendamento calcula que, para a Atividade A terminar mais cedo o tempo restante é 6-Feb-15 e a Atividade B está completamente concluída. Devido a isto o período remanescente da Activity C está prevista a partir de 1-Feb-15 e a relação lógica da Atividade A é ignorada. Como não há período de não-trabalho na Atividade C, esta termina em 19-Feb-15.

É evidente a partir do exemplo acima que o Progress Override reduz a duração do projeto por 5 dias, não adicionando o período de não-trabalho. Isso parece lógico de acordo com o trabalho que está sendo feito no projeto como pode estar trabalhando em Atividade C continuamente e, ao contrário da Retained Logic não haverá período de não-trabalho.
3) Actual Dates esta opção de agendamento usa as Actual Dates para os cálculos para a frente e para trás do agendamento.
Actual dates – Usa as datas reais para os cáculos
Quando escolher a opção de datas reais, o mecanismo de agendamento faz o passe para a frente e passe para trás com base nas datas reais. Isso significa que você pode atualizar uma atividade com um início real e conclusão real após a Data de Dados e o Primavera P6 irá agendar as atividades sucessoras com base nas datas reais da atividade. Para este exemplo vamos terminar a Atividade B após a data de dados do projeto.

Na imagem acima, podemos ver que a Data de Dados (linha azul) é 1-Feb-15, que é antes do início da Atividade A, mas a Atividade B terminou a 14-Feb-15, após a Data de Dados. A Atividade C é então programada após o terminar da atividade B e começa em 14-Feb-15.
Vamos rever os cálculos para este exemplo: A data de dados para o projeto é de 1-Feb-15. A Atividade B terminou a 14-Feb-15, mas tanto a atividade A e a atividade C não tem progresso. Quando agendar o projeto em 1-Feb-15, o motor de agendamento da Atividade A partir de 01-fev-15 (data de dados) como a atividade não tem predecessor, mas a Atividade C está prevista a partir de 14-fev-15 porque a atividade B tem um fim real em 14-Feb-15. Este método elimina a lógica de fora de sequência do projeto.
A opção de Actual Dates (datas reais) pode ser usada para fixar datas para as atividades que você sabe que vão acontecer com certeza no futuro. Ela pode ser usada em situações em que sabemos que uma atividade irá terminar com certeza em datas fixas e queremos agendar as atividades sucessoras após essa data real. Embora este tipo de coisa não costume acontecer em projetos, podemos usar esta opção para preparar alguns cenários what-if.

Conclusão


Depois de olhar para os exemplos acima, sabemos agora que a Retained Logic e Progress Override são as duas principais opções que podemos utilizar para agendar os projetos. Eu prefiro usar Progress Override sobre Retained Loigic para o agendamento nos projetos porque eu sei que representa o cenário real. Esta opção não adiciona períodos sem trabalho a projetos que estendem potencialmente a sua duração. Eu sei que muitos vão pensar de outra forma, por favor, comente abaixo se não concordar com esta justificação.