segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Os códigos de recursos do P6 explicados

Os códigos de recurso do Primavera P6 são úteis para classificar a base de dados de recursos, que podem ficar desordenados com uma abundância de definições de recursos.
Uma vez que os recursos criados e atribuídos se tornam um elemento importante no registro histórico de agendamento. Os recursos devem ser elementos permanentes do banco de dados, e os bancos de dados de recursos são, geralmente, grandes e difíceis de classificar. Os códigos de recursos, no entanto, permitem ordenar recursos pela categoria desejada.
Este post mostra como usar os códigos de recurso para classificar um banco de dados de recursos do P6 Profissional
Começamos pela criação de códigos de recurso de subempreiteiro e, em seguida, atribuí-los ao nosso banco de dados de recursos do projeto de reparação de tubagem. Selecione Enterprise à Resource Codes ..., Figura 1.
Figura 1
No diálogo de códigos de recurso, clique Modify, Figura 2.
Figura 2
No diálogo de Definições do código de recurso, Figura 3, selecione Add.
Figura 3
Escreva o nome Subcontractor e ‘maximium lenght’ para 14, Figura 4.
Figura 4
Feche o diálogo de definições do código de recurso. Voltamos ao diálogo de códigos de recurso e selecionamos Add, Figura 5.
Figura 5
Na Figura 6 introduzimos todos os subempreiteiros desejados como códigos de Subcontractor.
Figura 6
Agora que os nossos códigos de recurso foram criados queremos atribuí-los aos recursos respetivos na base de dados de recursos, Figura 7.
Figura 7
No diálogo de colunas, Figura 8, vamos até ‘resource codes’ e selecionamos subcontratcor.
Figura 8
Depois de usar a seta para o incluir na lista de colunas selecionadas, vemos na base de dados de recursos que é mostrado o código de recurso, Figura 9.
Figura 9
Note a coluna Subcontractor. Selecione o recurso do ‘project manager’ eclique assign no painel de detalhes de ‘Codes’, Figura 9. E no diálogo de assign codes da Figura 10, selecione o código de recurso Total Quality.
Figura 10
Selecione o recurso ‘project manager’ e todos os outros recursos listados como categoria ‘pipe repair’, Figura 11.
Figura 11
Clique com o botão da direita e selecione ‘Fill Down’ do menu pop up, Figura 11. Agora todos os recursos pipe repair tem atribuídos o código de recurso ‘Total Quality’, Figura 12.
Figura 12
Continue e edite as definições de recursos para povoar a coluna subcontractor de códigos de recursos, conforme a Figura 13.
Figura 13
Quando faz duplo clique num recurso individual na coluna subcontractor surge um diálogo onde pode atualizar o recurso particular. Depois de ter atribuído atodos os recursos de ‘pipe repair’ os seus códigos vamos continuar e agrupar os recursos por ‘subcontractor’, Figura 14.
Figura 14
Agora todos os recursos de ‘pipe repair’ estão convenientemente grupados por subcontratcor na base de dados de recursos, Figura 15.


Figura 15
E começamos a ter alguma ordem no caos aparente.

Em suma

Os códigos de recursos ajudam a organizar a base de dados de recursos. A funcionalidade de codificação de recursos do P6 é muito robusta e fornece suporte a possibilidades ilimitadas de definições de codificação. Depois da criação e atribuição dos códigos de recursos é possível agrupar a base de dados de recursos por códigos, o que ajuda a dar ordem à base de dados.

Traduzido de Ten Six

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Mudar o número da versão do ficheiro XER em P6

O empreiteiro envia um ficheiro XER com o formato da versão mais recente. Possui, no entanto, uma versão mais antiga do Primavera P6 Professional que não é compatível. Se esta é sua situação, temos uma dica simples para resolver esse problema de incompatibilidade de formato.
Na maioria das vezes, recebe um arquivo Primavera P6 XER num formato que a versão específica do Primavera P6 não consegue ler. Isso cria uma situação não inicial que parece "colocá-lo em num rio sem remo". Claro, pode pedir ao empreiteiro para exportar o arquivo novamente com a sua versão do Primavera P6. No entanto, existe uma maneira mais rápida de resolver esse problema.
Este artigo fornece uma dica útil para editar um arquivo XER e alterá-lo para uma versão da sua escolha.

Nesta demonstração, recebeu um arquivo Primavera P6 XER que foi criado na versão 15.1 e sua versão é 6.2. A  versão mais antiga do Primavera P6 não importará esse arquivo P6 XER mais recente. Você ainda não tem esperança.
Supondo que seu sistema operacional seja o Microsoft Windows 7 e o arquivo em questão seja guardado na sua área de trabalho, clique com o botão direito do mouse no ícone do arquivo XER e selecione Abrir comà Escolher programas padrão no menu resultante, Figura 1.
Figura 1
No diálogo Openwith clique Outros Programas + para listar todos os programas compatíveis para editar, Figura 2.
Figura 2
Queremos usar o editor Notepad, que para esta demonstração é o programa indicado, Figura 3.
Figura 3
Abra o Xer4 com o Editor Notepad, Figura 4.
Figura 4
Note que o primeiro número mostrado na primeira linha é o número da versão que, neste caso é a 15.1. Simplesmente mude este número da versão para a que seja compatível com a sua escolha. Vamos mudar para a versão 6.1 e guardamos o ficheiro, Figura 5.
Figura 5
Está feito! O seu ficheiro XER está pronto para ser importado para o seu Primavera P6 versão 6.1

Em suma


Uma dica simples, mas que pode ser crucial em que editamos o ficheiro XER para alterar o número de versão par a o fazer compatível com a sua instalação do Oracle Primavera P6 Professional. Este processo pode variar um pouco na dependência do sistema operativo.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Dicas para poupar tempo no P6

Traduzido de Ten Six 
Aqui estão algumas maneiras de poupar tempo ao interagir com o Primavera P6 Professional que talvez não tenha descoberto.

1.      Arrastar para guardar muito

Se quer mover um objeto de um ramo de uma hierarquia para outro, pode fazê-lo simplesmente colocando o cursor na faixa vertical mais distante à esquerda. O cursor obtém um retângulo branco que aparece atrás dele. Essa é a sua sugestão - clique no objeto e arraste-o para qualquer local em outro lugar da hierarquia. Este truque funciona no separador Projetos, Atividades e Recursos e em praticamente qualquer diálogo ou separador onde uma hierarquia ou lista está presente.
Figura 1

2.      Um clique para centrar o Gantt Chart

Se as suas atividades desapareceram no Gantt Chart, pode simplesmente dar um clique com o rato e elas serão centradas no local clicado.
Figura 2

3.      Mover colunas

Pode de forma efetiva só arrastar e largar uma coluna de uma posição para outra na maioria das tabelas de vistas, sem necessitar de usar os botões de setas do diálogo de colunas.
Quando clica e arrasta um cabeçalho de uma coluna parece que não está a funcionar, pois o Primavera P6 não dá um feedback visual durante o arrasto. Mas logo que larga o botão do rato a coluna arrastada aparece na nova posição.
Figura 3

4.      Salto de tempo

Clique uma vês no cabeçalho Mês – Ano do calendário e pode saltar anos e não meses com os botões de setas. Quando alcança o ano que deseja, clique outra vez no botão do mês e o diálogo de calendário volta para a visão normal da seleção de data.
Figura 4
Ou melhor ainda, escreva diretamente a data no campo: O quê? Repare q1ue só precisa de 8 carateres.

5.      Preenchimento para baixo

Pode usar a tecla Shift para selecionar múltiplas filas e depois clicar Ctrl+E para realizar o preenchimento para baixo da coluna que tem o foco.
Figura 5

6.      Relações mais fáceis

Adicione o separador Relationships no painel de detalhes da janela de Atividades. Irá permitir-lhe ver ambos os predecessores e sucessores de qualquer atividade selecionada numa vista eficiente. Este separador está normalmente desligado. Clique com o botão da direita em cima de qualquer separador para selecionar a opção de ‘Customize Activity Details…’

Figura 6

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Primavera P6 e Recursos Materiais

No Primavera P6 Professional, é possível definir recursos de mão-de-obra, equipamentos e materiais. Os recursos materiais requerem a definição de uma unidade de medida.
Tradução de Ten Six 
Os recursos de mão-de-obra podem ser competências técnicas ou indivíduos específicos. Normalmente, a competência técnica é inserida como suporte até que o gestor de recursos atribua um indivíduo para executar o trabalho. É importante especificar a taxa de pagamento por hora de trabalho e as unidades / hora máximas. As unidades / hora máximas de trabalho são quantos indivíduos específicos da especialidade estão disponíveis para trabalhar no projeto. Os recursos do equipamento têm uma taxa padrão. Os recursos materiais requerem a definição de uma unidade de medida além de uma taxa padrão.
Este post trata da atribuição de recursos materiais.
A figura 1 é o nosso projeto de demonstração que tem atribuídos recursos de mão-de-obra por especialidade.
Figura 1
Este é um projeto de reparação e melhoria de uma tubagem. A melhoria é a adição de blocos de betão para restringir o movimento do cotovelo da tubagem da impedância de tubagem induzida pela água. Os recursos de mão-de-obra e materiais disponíveis para este projeto são exibidos na Figura 2, folha de recurso de reparação de tubos.
Figura 2
Necessitamos de adicionar o recurso material Concrete.
Na tabela de recursos selecione Edit à Add, figura 3.
Figura 3
Na Figura 4 introduzimos o ID de recurso e nome Concrete.
Figura 4
Nos detalhes do recurso, escolha o tipo Material  e selecione Yes para o menu da Figura 5.
Figura 5
Clique na Unit of measure para a especificar, Figura 6.
Figura 6
Note que precisamos da medida Metro Cúbico para o Concrete.
Para adicionar a unidade de medida vá a Admin à Admin Categories, Figura 7.
Figura 7
Selecione o Add, Figura 8.
Figura 8
Introduza a unidade de medida. Figura 9.
Figura 9
Já podemos voltar aos detalhes do recurso Concrete e selecionar a unidade de medida, Figura 10.
Figura 10
Complete as definições do recurso Concrete especificando a sua taxa base, Figura 11.
Figura 11
Pronto! Estamos agora em condições de atribuir o recurso Concrete ao projeto.
Selecione a atividade ‘Pour Concrete’ e clique Add Resource no separador de detalhes dos recursos, Figura 12.
Figura 12
Introduza as unidades e note o custo do Concrete, Figura 13.
Figura 13

Em suma

O Primavera P6 Professional pode atribuir recursos materiais aos planos de projeto e tem colunas separadas de custo de materiais para as atividades, permitindo analisar o impacto dos custos do material.
Devemos estar conscientes que os recursos definidos ficam permanentemente na base de dados. Por esta razão é aconselhável introduzir na base de dados somente os recursos verdadeiramente necessários para o projeto.

Por vezes os materiais são específicos de um projeto e somente são relevantes para este. Se este é o caso em vez de criar um recurso material novo pode adicionar uma linha de ‘Expense’ para a atividade respetiva.